Projetos de Pesquisa

Projetos vinculados as Linhas de Pesquisa do PPGL:


CONSTITUIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DO TEXTO E DO DISCURSO


A construção de princípios metodológicos para o estudo do funcionamento enunciativo do texto
O objetivo principal deste projeto √© fazer um recorte nos estudos da enuncia√ß√£o, para aprofundar o entendimento de conceitos propostos na teoria enunciativa de √Čmile Benveniste. Esse objetivo tem como pano de fundo uma significativa necessidade de entender melhor como explicar e descrever o uso e a organiza√ß√£o da l√≠ngua em dada situa√ß√£o discursiva e como faz√™-lo em circunst√Ęncias de ensino de l√≠ngua portuguesa. Cabe adiantar que a express√£o "uso e organiza√ß√£o da l√≠ngua em dada situa√ß√£o discursiva" tem sentido espec√≠fico, neste projeto, e poderia ser adequadamente parafraseada pela palavra "texto", uma vez que a nossa compreens√£o do texto se coaduna com a ideia do uso lingu√≠stico em uma dada inst√Ęncia de discurso que, segundo entendemos, est√° de acordo com a teoria enunciativa de Benveniste. Em outras palavras: mesmo que Benveniste n√£o reflita sobre a no√ß√£o de texto ao longo de seus Problemas de lingu√≠stica geral "ao menos n√£o como isso √© feito nos par√Ęmetros atuais da lingu√≠stica" acreditamos que √© poss√≠vel inferir de seus trabalhos uma no√ß√£o sintonizada com essa ideia de uso e organiza√ß√£o em dada situa√ß√£o. Com isso, queremos dizer que o fato de o autor n√£o identificar uma no√ß√£o com um termo t√©cnico " "texto", neste caso" n√£o implica a inexist√™ncia da no√ß√£o, mesmo que sob outra designa√ß√£o".
Respons√°vel pelo Projeto: Claudia Stumpf Toldo Oudeste

O valor sem√Ęntico-argumentativo de tempo, aspecto e modo no discurso
Este projeto de pesquisa est√° sendo desenvolvido no grupo de pesquisa que participo na PUCRS, sob a coordena√ß√£o de Leci Borges Barbisan e tem como objetivo estudar o discurso. O tema desta nova pesquisa √© a constru√ß√£o do sentido produzido pelas no√ß√Ķes de tempo, aspecto e modo no discurso. O tema ser√° investigado sob os seguintes aspectos: o papel que a enuncia√ß√£o desempenha no discurso, o valor polif√īnico que tempo, aspecto e modo apresentam, a forma como tempo, aspecto e modo inserem o locutor no enunciado, os encadeamentos que traduzem o sentido das no√ß√Ķes de tempo, aspecto e modo no discurso e ainda a contribui√ß√£o de tempo, aspecto e modo para a constru√ß√£o do sentido global no discurso.
Respons√°vel pelo Projeto: Claudia Stumpf Toldo Oudeste

Estudos enunciativos na atividade de trabalho: cenografia e ethos em discursos socioprofissionais
Esta pesquisa de natureza interdisciplinar aborda a atividade de linguagem em situa√ß√Ķes de trabalho atrav√©s de. Tem como escopo os estudos enunciativos na atividade de trabalho a partir da intera√ß√£o verbal que desvela a imagem de si do enunciador - o ethos discursivo constru√≠do pela cenografia enunciativa. Essa tem√°tica justifica-se devido √† crescente import√Ęncia de estudos interdisciplinares que envolvem a Lingu√≠stica Aplicada e a Ergologia. O objetivo geral deste estudo visa contribuir para o conhecimento, an√°lise e compreens√£o de discursos socioprofissionais divulgados em variados g√™neros de comunica√ß√£o interna e externa, bem como para os estudos relativos √† interface entre linguagem e trabalho. A linguagem √© aqui compreendida como resultado de uma atividade humana, de um agir discursivo no mundo que nos situa, numa posi√ß√£o que confere destaque a contribui√ß√Ķes interdisciplinares referentes ao mundo do trabalho, em especial as advindas da ergologia. (SCHWARTZ, 2000a, 2000b, 2003, 2010), adotando se a an√°lise do discurso de base enunciativa cenografia e ethos (MAINGUENEAU, 1997, 2001, 2008a, 2008b). Quanto aos procedimentos metodol√≥gicos, utilizamos abordagem qualitativa, em especial t√©cnicas do modelo epistemol√≥gico m√©todo indici√°rio (GINZBURG, 1986). Os corpora de pesquisa constituem-se de g√™neros discursivos de comunica√ß√£o interna e externa que veiculam discursos socioprofissionais. Na pesquisa, procura-se evidenciar como o ethos discursivo √© constru√≠do atrav√©s de escolhas enunciativas que caracterizam a cenografia, que confere um tom e uma corporalidade ao enunciador, o fiador que age discursivamente a partir do que diz e como diz. Essa maneira de dizer, de comunicar confere uma autoridade particular aos discursos proferidos - poder outorgado pelo estatuto enunciativo.
Respons√°vel pelo Projeto: Ernani Cesar De Freitas

Estudos enunciativos da linguagem: escolhas enunciativas e efeitos de sentido
√Ä luz de teorias da enuncia√ß√£o, da perspectiva sociointeracional da linguagem e dos estudos da oralidade, este projeto se volta ao estudo de marcas de oralidade em textos escritos. √Č intuito deste trabalho compreender o que s√£o marcas de oralidade e como estas se projetam em textos escritos de diferentes g√™neros, desde textos cient√≠ficos at√© chats de conversas pela internet. Objetiva-se, com tal abordagem, desenvolver trabalhos que propiciem a compreens√£o da oralidade e da escrita n√£o numa perspectiva dicot√īmica (de separa√ß√£o entre fala e escrita), mas como estrat√©gias enunciativas relacionadas √†s escolhas do enunciador. Isso porque, em se tratando de produ√ß√£o textual, diferentes escolhas enunciativas produzem diferentes efeitos de sentido de oralidade, escrituralidade, objetividade, subjetividade voltados √† ades√£o do enunciat√°rio. Ent√£o, dependendo das condi√ß√Ķes de produ√ß√£o (p√ļblico alvo, objetivos da comunica√ß√£o, caracter√≠sticas de g√™nero textual, suporte, etc.) um texto escrito pode, estrategicamente, projetar efeitos de sentido de oralidade, assim como um texto falado pode projetar efeitos de sentido de escrita (ou escrituralidade). Tais efeitos concorrem diretamente para a persuas√£o/ades√£o do enunciat√°rio.
Respons√°vel pelo Projeto: Luciana Maria Crestani

Letramento e Multiletramentos: leitura e escrita como estratégias de ensino-aprendizagem em todas as áreas do conhecimento
Este projeto, fundado em concep√ß√Ķes de pesquisadores do letramento, tem como objetivo pesquisar metodologias de trabalho com textos (leitura, interpreta√ß√£o e produ√ß√£o textual) que possam ser aplicadas a diferentes n√≠veis de ensino e por professores de quaisquer √°reas do conhecimento, propiciando assim o envolvimento destes em situa√ß√Ķes did√°ticas capazes de estimular nos alunos a leitura e a escrita de textos pertencentes a diferentes dom√≠nios do conhecimento. Este estudo se volta, portanto, ao aprimoramento das habilidades de leitura e escrita dos alunos, bem como √† utiliza√ß√£o tais habilidades em favor da constru√ß√£o do aprendizado.
Respons√°vel pelo Projeto: Luciana Maria Crestani

A experiência da criança na linguagem
Considerando a tr√≠ade homem-linguagem-cultura, partimos do princ√≠pio de que, primeiramente, a crian√ßa, imersa na cultura, apropria-se da Sua l√≠ngua por meio da viv√™ncia de situa√ß√Ķes enunciativas, nas quais se prop√Ķe como sujeito do seu dizer. Sob o olhar das teorias lingu√≠sticas que focalizam a enuncia√ß√£o, este projeto de pesquisa se det√©m a estudar o discurso da crian√ßa no intuito de responder √†s seguintes quest√Ķes: o aqui?agora do discurso falado se encarrega de gerar no interior deste discurso uma singularidade que o diferencia dos demais? Que marcas podem ser descritas como pr√≥prias e espec√≠ficas da enuncia√ß√£o falada? Como a crian√ßa vive a experi√™ncia das situa√ß√Ķes enunciativas de letramento e o que elas dizem acerca da aquisi√ß√£o da linguagem em sua modalidade falada e escrita? Perseguimos, a partir dessas quest√Ķes, o seguinte objetivo geral: descrever como a singularidade enunciativa se revela no discurso falado e escrito da crian√ßa. Assim, temos os objetivos espec√≠ficos de descrever as especificidades da enuncia√ß√£o falada da crian√ßa enquanto atualiza√ß√£o da l√≠ngua no ato de aquisi√ß√£o, e a partir das quais a crian√ßa se constitui e √© constitu√≠da; explicitar de que forma o fen√īmeno espec√≠fico da enuncia√ß√£o falada se marca na l√≠ngua; compreender as rela√ß√Ķes enunciativas envolvidas nas experi√™ncias de letramento vividas pela crian√ßa; demonstrar como se d√° a rela√ß√£o homem, linguagem e cultura no ato de aquisi√ß√£o da linguagem pelo vi√©s enunciativo. Para tanto, trabalhamos com dados de enuncia√ß√£o de crian√ßas, corpus j√° constitu√≠do em pesquisas anteriores, a partir de um ano e meio de idade a tr√™s anos de idade.
Respons√°vel pelo Projeto:
Marlete Sandra Diedrich

Enunciação e gramática: a língua em funcionamento
O projeto tem como objeto de investiga√ß√£o textos falados e escritos, em cujas estrat√©gias de constru√ß√£o busca analisar os fen√īmenos gramaticais como recursos recorrentes no processo de produ√ß√£o de sentidos pretendidos na enuncia√ß√£o. Assim, busca relacionar sistema e uso. Para tanto, parte da Teoria da Enuncia√ß√£o proposta por √Čmile Benveniste. Com essa fundamenta√ß√£o te√≥rica, estuda, nas especificidades do discurso e do texto, os mecanismos lingu√≠sticos que os organizam a partir das situa√ß√Ķes enunciativas em que se revelam, al√©m de descrever estruturas lingu√≠sticas, relacionando sua ocorr√™ncia com a situa√ß√£o de discurso em que elas se encontram inscritas. Tal estudo pretende lan√ßar novas bases para o trabalho com a l√≠ngua materna, mais especificamente, com a gram√°tica em turmas do ensino fundamental e m√©dio. Para isso, pretende desenvolver mecanismos de intera√ß√£o com os professores atuantes em escolas da regi√£o por meio da realiza√ß√£o de oficinas e semin√°rios e por meio da publica√ß√£o e divulga√ß√£o de cadernos de estudo.
Respons√°vel pelo Projeto:
Marlete Sandra Diedrich


LEITURA E FORMAÇÃO DO LEITOR


Gêneros textuais e multimodalidade: práticas discursivas e letramento
Este projeto, inserido na linha de pesquisa Leitura e Forma√ß√£o do Leitor, do Programa de P√≥s-gradua√ß√£o em Letras da Universidade de Passo Fundo (UPF), aborda os g√™neros textuais e multimodalidade e tem como objetivo contribuir ao ensino de l√≠ngua a partir do bin√īmio g√™neros textuais e multimodalidade e, desse modo, repensar a no√ß√£o de letramento na contemporaneidade. Isso se justifica pelo fato de que, se a ideia bakhtiniana de que os g√™neros correspondem a tipos relativamente est√°veis de enunciados, √© preciso repensar as implica√ß√Ķes que as instabilidades gen√©ricas ocasionam √† leitura e √† escrita de textos, em decorr√™ncia do exacerbado processo de informatiza√ß√£o, sobremaneira no ambiente de ensino, seja em n√≠vel fundamental, m√©dio ou superior. O conceito de g√™nero adotado para esta pesquisa considera a proposta bakhtiniana e estudiosos contempor√Ęneos, em especial aqueles que se prop√Ķem a rediscutir essa tem√°tica em conson√Ęncia com a virtualiza√ß√£o do conhecimento. Para citar alguns: Bakhtin (1979/2010), Marcuschi (2008, 2011), Dionisio (2011), Meurer e Motta-Roth (2002), Maingueneau (1997), Charaudeau (2010), Fiorin (2008), entre outros delimitados na revis√£o de literatura. Quanto aos procedimentos metodol√≥gicos, a abordagem utilizada √© a qualitativa, especialmente o modelo epistemol√≥gico - paradigma indici√°rio proposto por Ginzburg (1989). Os corpora de pesquisa consistem em g√™neros textuais diversos, sobretudo os que se apresentam em suportes virtuais e disp√Ķem de propriedades multimodais. Com esta pesquisa, procura-se rediscutir as no√ß√Ķes e funcionalidades dos g√™neros textuais, que, embora essa discuss√£o tenha sido fortemente investigada no espa√ßo acad√™mico, h√° necessidade de (re)pensar que as formas de comunica√ß√£o sofreram consider√°veis metamorfoses em virtude do aparecimento de novos suportes, midi√°ticos e virtuais. √Č por esse motivo que g√™neros e multimodalidade ganham (e devem ganhar) espa√ßo em pesquisas acad√™micas que se preocupam em recepcionar e analisar.
Respons√°vel pelo Projeto: Ernani Cesar de Freitas

Pr√°ticas leitoras na escola: ressignificando leituras e leitores
A pesquisa visa a refletir sobre quest√Ķes te√≥ricas e emp√≠ricas envolvidas na leitura no contexto escolar, centrando o enfoque na rela√ß√£o entre o texto (liter√°rio ou n√£o ¬Ė em diferentes suportes), o aluno e seus mediadores (professores, bibliotec√°rios). Investigam-se, assim, aspectos atinentes √† circula√ß√£o, media√ß√£o e recep√ß√£o de diferentes materiais de leitura na escola. A pesquisa pretende, tamb√©m, propor estrat√©gias de ensino de leitura, com o objetivo de contribuir para a forma√ß√£o de leitores aut√īnomos e cr√≠ticos.
Respons√°vel pelo Projeto: Fabiane Verardi Burlamaque

Leitura nas licenciaturas: espaços, materialidades e contextos na formação
Pesquisa quali-quantitativa cuja finalidade √© analisar o perfil leitor de universit√°rios ingressantes nas licenciaturas de Letras e Pedagogia, de quatro universidades brasileiras, apontando princ√≠pios, conhecimentos e a√ß√Ķes pedag√≥gicas para a forma√ß√£o de leitores na universidade como espa√ßo privilegiado de media√ß√£o da leitura e de circula√ß√£o de pr√°ticas de leitura. A pesquisa ser√° desenvolvida em cursos presenciais de gradua√ß√£o na Universidade Estadual Paulista ?J√ļlio de Mesquita Filho? (UNESP, campi de Mar√≠lia e de Presidente Prudente), Universidade de Passo Fundo (UPF) e Universidade Federal do Esp√≠rito Santo (UFES). Ser√£o sujeitos da pesquisa alunos ingressantes de ambas licenciaturas, em raz√£o de formar professores para a Educa√ß√£o B√°sica, que ensinam a leitura e suas pr√°ticas. Atendendo, assim, a pelo menos duas das demandas postas pela Coordena√ß√£o de Aperfei√ßoamento de Pessoal de N√≠vel Superior (Capes) para os Programas de P√≥s-Gradua√ß√£o (PPG) no Pa√≠s nos pr√≥ximos tri√™nios: a) dedicarem-se √† quantifica√ß√£o e qualifica√ß√£o das pesquisas e das a√ß√Ķes de ensino e extens√£o que visem a contribuir com a melhoria da Educa√ß√£o B√°sica, seja em n√≠vel local, regional ou nacional; e b) realizarem projetos interdisciplinares que contribuam para o avan√ßo e divulga√ß√£o do conhecimento acad√™mico-cient√≠fico em √°reas de relev√Ęncia social, como √© o caso da Educa√ß√£o B√°sica e, em particular, da leitura e da forma√ß√£o docente. O instrumento de pesquisa ser√° um question√°rio aplicado on line aos universit√°rios ingressantes no ano letivo de 2014, nas quatro universidades brasileiras participantes do estudo. Os dados levantados ser√£o analisados de acordo com fundamentos te√≥ricos que d√£o sustenta√ß√£o √† pesquisa: concep√ß√Ķes sobre a leitura e maneiras de ler como pr√°tica cultural (Chartier), a linguagem como instrumento de media√ß√£o (Vygotsky) e como processo de enuncia√ß√£o (Bakhtin). Publica√ß√Ķes espec√≠ficas em peri√≥dicos e livros sobre leitura e forma√ß√£o de leitores ser√£o inclu√≠das na bibliografia durante o desenvolvimento da pesquisa. O estudo pretende dar visibilidade √†s pr√°ticas de leitura de universit√°rios no espa√ßo acad√™mico e desenvolver um plano de a√ß√Ķes pol√≠tico-pedag√≥gicas para qualificar a forma√ß√£o de leitores universit√°rios na universidade, como parte integrante da forma√ß√£o inicial, em licenciaturas e bacharelados, no √Ęmbito do ensino, da pesquisa e da extens√£o.
Respons√°vel pelo Projeto: Fabiane Verardi Burlamaque

Interpretação de imagens visuais e formação de leitores
A linha de pesquisa Leitura e forma√ß√£o do leitor: estuda os processos de leitura de textos verbais e n√£o verbais, de forma√ß√£o do leitor e da transforma√ß√£o dos mecanismos de intera√ß√£o entre leitor e texto diante de diferentes suportes. Essa constitui√ß√£o, estabelecida na pluralidade e complexidade da leitura, implica uma abordagem transdisciplinar, na qual s√£o atuantes os estudos liter√°rios sobre a elabora√ß√£o e a interpreta√ß√£o das obras liter√°rias, nos g√™neros liter√°rios cl√°ssicos, atualizados e reatualizados, criativamente, em m√ļltiplos suportes e linguagens. A problem√°tica desta investiga√ß√£o pretende responder √† quest√£o: como compreender os s√≠mbolos, arqu√©tipos e mitos presentes nas imagens de determinadas culturas? Para isto, o objetivo geral √© tentar entender os s√≠mbolos, arqu√©tipos e mitos presentes nas imagens de culturas diferentes. Os objetivos espec√≠ficos s√£o compreender a fun√ß√£o do imagin√°rio nas vidas humanas; interpretar o significado de s√≠mbolos, arqu√©tipos e mitos constantes nas imagens e formar leitores de imagens visuais.Trata‚ąíse de uma pesquisa bibliogr√°fica que utilizar√° a hermen√™utica simb√≥lica (mitocr√≠tica e mitoan√°lise) na compreens√£o de dados visuais (fotografias, desenhos, pinturas e outras imagens visuais) com base na teoria de Gilbert Durand.
Respons√°vel pelo Projeto: Graciela Rene Ormezzano

Acervo literário de Josué Guimarães: palavras em processo
O trabalho em acervo liter√°rio tem com objetivos b√°sicos levantar, organizar, estudar e catalogar toda a produ√ß√£o de um escritor. A realiza√ß√£o de tais objetivos, contudo, n√£o pode se resumir a uma atividade herm√©tica, seja quanto √† visibilidade do espa√ßo de realiza√ß√£o dos trabalhos e dos estudos, o acervo liter√°rio, seja quanto √† especificidade da vida e da obra de do Autor. Por um lado, um acervo, resguardado em limites adequados, deve ser um ambiente de leitura aberto ao interesse p√ļblico; de outro lado, ao conter em si documentos vinculados ao processo criativo de um determinado autor, aponta a possibilidades de reflex√£o sobre o pr√≥prio ato da escrita liter√°ria, em termos amplos e complexos. Esta pesquisa, ao mesmo tempo em que investiga o processo de escrita de Josu√© Guimar√£es e ao mesmo tempo em que reflete sobre a pr√≥pria escrita da narrativa liter√°ria, pretende discutir as possibilidades de leitura potencializada nos itens catalogados em um acervo liter√°rio, em espec√≠fico no ALJOG. De alguma forma, o acervo de Josu√© Guimar√£es ser√°, por este projeto, um espa√ßo de reflex√£o de dois atos intimamente associados, o da escrita e o da leitura liter√°ria. A escrita liter√°ria ser√° investigada no processo de produ√ß√£o da narrativa ficcional; a leitura liter√°ria ser√° levada a efeito pela inclus√£o dos itens do acervo em pr√°ticas leitoras orientadas a alunos de diversos n√≠veis de ensino e a grupos interessados na obra de Josu√© Guimar√£es ou, em amplitude maior, na escrita ficcional como trabalho art√≠stico
Respons√°vel pelo Projeto: Miguel Rettenmaier

Entre textos e telas: literatura, novos leitores e novos autores
O estudo pretende refletir sobre a literatura produzida por jovens autores, nas novas circunst√Ęncias que envolvem as tecnologias de comunica√ß√£o e a informa√ß√£o. No contexto da inform√°tica globalizada, ser√£o observados os elementos est√©ticos que incidem na produ√ß√£o liter√°ria das novas gera√ß√Ķes de autores. Da mesma forma, ser√° observada tamb√©m a rela√ß√£o entre os autores dessa nova gera√ß√£o e seus leitores, quando se investigam as condi√ß√Ķes de recep√ß√£o dos textos liter√°rios da internet. Assim, considerados os novos paradigmas de produ√ß√£o e recep√ß√£o do texto liter√°rio, o estudo da literatura na era do hipertexto e da conex√£o em rede oferecem a problem√°tica desta pesquisa, na qual o estudo sobre a literatura relaciona-se necess√°ria e intimamente aos estudos sobre a leitura, em um conceito amplo, e sobre a forma√ß√£o do leitor.
Respons√°vel pelo Projeto: Miguel Rettenmaier

Desenvolvimento de comportamentos leitores no espaço da biblioteca escolar
O projeto, emergente nos estudos desenvolvidos pela autora sobre quest√Ķes de leitura e forma√ß√£o de leitores, vincula-se √† sua a√ß√£o na universidade como professora da √°rea de Letras na gradua√ß√£o e no programa de p√≥s-gradua√ß√£o ? mestrado e doutorado, abrangendo atividades de ensino, pesquisa e extens√£o. Vincula-se, tamb√©m, √†s suas investiga√ß√Ķes enquanto bolsista CNPq e √†s necessidades de formar leitores entre alunos e professores dos diferentes n√≠veis de ensino no contexto da escola e da universidade, com especial aten√ß√£o √†s possibilidades de uso da biblioteca escolar como efetivo espa√ßo de leitura. Tem como objetivos espec√≠ficos: a) verificar em que medida os acervos dispon√≠veis na biblioteca de escolas p√ļblicas podem ser dinamizados para contribuir efetivamente com o desenvolvimento do gosto pela leitura entre crian√ßas, jovens e professores bem como, consequentemente, para formar comportamentos leitores entre representantes desses p√ļblicos; b) entrar em contato com estudos te√≥ricos que analisam quest√Ķes de leitura numa perspectiva contempor√Ęnea, a fim de compreender a din√Ęmica a ser impressa nos espa√ßos de leitura em que se constituem as bibliotecas escolares ,a fim de permitir a leitura desses espa√ßos. Constru√≠do numa perspectiva integradora e interdisciplinar, abrange atividades de ensino, pesquisa e extens√£o; Leitura e Hist√≥ria, Alfabetiza√ß√£o e Letramento, Literatura e Cultura; Comunidades de Leitores; Universidade e comunidade escolar; identifica√ß√£o de acervos em bibliotecas escolares de escolas p√ļblicas, provenientes do Programa Nacional do Livro Did√°tico (PNLD) e do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE); pr√°ticas leitoras hipermidi√°ticas; registros em portf√≥lios. Para o ensino, o projeto prev√™: apresenta√ß√£o dos diferentes acervos que integram uma biblioteca de escola p√ļblica aos professores, distinguindo textos liter√°rios de n√£o liter√°rios, textos t√©cnicos para a forma√ß√£o de leitores, textos verbais e n√£o verbais e textos apresentados em distintos suportes. Para a pesquisa, est√° prevista a constru√ß√£o de portf√≥lios para professores e alunos, os quais passar√£o a registrar suas trajet√≥rias de leitura no espa√ßo da biblioteca, e possibilitar√£o o conhecimento das percep√ß√Ķes desses sujeitos acerca de novas formas de aproxima√ß√£o dos acervos existentes nesse espa√ßo escolar. Para a extens√£o, pretende-se apresentar os portf√≥lios em meio eletr√īnico, permitindo que o registro de professores e alunos possa ser uma escolha pessoal? ou no meio impresso ou no meio virtual ? cujos resultados ser√£o apresentados num curso para professores de escolas p√ļblicas, respons√°veis por bibliotecas escolares e, gradativamente, inscritos num blog espec√≠fico para o registro dessas a√ß√Ķes e das percep√ß√Ķes de professores e alunos participantes por meio de coment√°rios, bem como dos diferentes profissionais colaboradores da investiga√ß√£o. Constituem-se como resultados esperados na investiga√ß√£o uma disposi√ß√£o maior de professores e de alunos pela leitura, ampliando o n√ļmero di√°rio, semanal e mensal de usu√°rios de bibliotecas escolares, envolvendo professores e alunos. Palavras-chave: biblioteca escolar; leitura e biblioteca escolar; leitura dos espa√ßos; espa√ßos de leitura; acervos e bibliotecas escolares.
Responsável pelo Projeto: Tania Mariza Kuchenbecker Rösing


PRODU√á√ÉO E RECEP√á√ÉO DO TEXTO LITER√ĀRIO


Nietzsche e Fernando Pessoa: o pensamento filos√≥fico contempor√Ęneo na poesia de Alberto Caeiro
O presente projeto de pesquisa tem como tema uma poss√≠vel intersec√ß√£o entre o pensamento filos√≥fico de Friedrich Nietzsche e a Poesia de Fernando Pessoa, especificamente relacionando a cr√≠tica do primeiro √† estrutura√ß√£o ontol√≥gico-transcendental da tradi√ß√£o cultural do ocidente ao sensacionismo, ou seja, a superfluidade das elabora√ß√Ķes conceituais mais abstratas que s√£o demonstradas na poesia de Pessoa, no nosso caso tomando como base o poema O Guardador de Rebanhos, do heter√īnimo Alberto Caeiro. Para tanto, usaremos o pr√≥prio texto de Pessoa e alguns textos de Nietzsche, como Sobre Verdade e Mentira no Sentido Extra-Moral, texto presente em O Livro do Fil√≥sofo, bem como material espec√≠fico recolhido sobre ambos os autores.
Respons√°vel pelo Projeto: Luis Francisco Fianco Dias

Disson√Ęncia e anormalidade na poesia brasileira do s√©culo XX
An√°lise, descri√ß√£o e interpreta√ß√£o de obras de poetas brasileiros do s√©culo XX, para verifica√ß√£o do grau de disson√Ęncia e anormalidade que as mesmas apresentam, seja em rela√ß√£o √†s conven√ß√Ķes est√©ticas da l√≠rica tradicional, seja em rela√ß√£o √† cultura e aos valores da √©poca em que foram produzidas.
Responsável pelo Projeto: Paulo Ricardo Becker  

Paisagem e alteridade nas literaturas moderno-contempor√Ęneas de l√≠ngua portuguesa
Estudo das configura√ß√Ķes da paisagem e de suas rela√ß√Ķes com a constitui√ß√£o da subjetividade/alteridade nas literaturas moderno-contempor√Ęneas de l√≠ngua portuguesa. A pesquisa fundamenta-se nos conceitos formulados pela cr√≠tica tem√°tica de base francesa, que considera a paisagem como uma importante estrutura de sentido no texto, e recorre, sobretudo, √† perspectiva te√≥rico-cr√≠tica de Michel Collot.
Respons√°vel pelo Projeto: Marcia Helena Saldanha Barbosa